Destaques da Semana: MPF recomenda mutirão e dispensa de perícia médica para benefício a idoso de baixa renda

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), órgão do Ministério Público Federal (MPF) enviou uma recomendação nesta quinta-feira para que o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) realize mutirões para a concessão de Benefícios de Prestação Continuada (BPC) cujas análises estejam atrasadas há mais de 45 dias. Entre as medidas para acelerar a análise dos pedidos está a dispensa de perícia médica aos beneficiários.

O BPC é um benefício no valor de um salário mínimo pago a idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiências.  Segundo a PFDC, a recomendação visa diminuir os impactos da epidemia do novo coronavírus nas pessoas mais vulneráveis. Na recomendação, o MPF sugere que o INSS dispense a perícia médica necessária à concessão dos benefícios e utilize informações apresentadas pelo requerente como laudos e declarações sobre seu estado de saúde.

O instituto já fez isso em caso de auxílio-doença, por exemplo. Os documentos podem ser enviados pela internet no portal Meu INSS.  Nas solicitações de BPC para idosos, o pedido é para que o INSS dispense a avaliação social e utilize a declaração prestada pelo próprio solicitante.

O MPF deu 10 dias para que a presidência do INSS informe se irá ou não acatar a recomendação feita pelo órgão. No documento, o MPF diz que, diante da crise, cabe ao Poder Público adotar medidas para proteger as populações mais vulneráveis.

Fonte: O Globo

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *